quinta-feira, 11 de março de 2010

Bonsais – Uma cultura milenar (da exposição Penjing)



O Bonsai teve origem na arte do Penjing, técnica que surgiu há milénios na China, mas foi popularizada no Japão por volta do século 8, em núcleos familiares.
Miniaturizar árvores é a cultura do Bonsai.

Na China, o Penjing é dividido em duas categorias: Árvore Penjing e Paisagem Penjing.

Penjing é a arte chinesa de criar miniaturas de paisagens em bandejas (pen = bandeja; jing = paisagem, cenário). Penjing e bonsai são formas de arte muito próximas, tendo o bonsai derivado do primeiro.

Árvore Penjing é o que conhecemos por bonsai e era, na China, conhecida como a técnica de reduzir o dragão a uma polegada.

Aqui começa a Arte Bonsai.

As referências mais remotas de penjings vem de milhares de anos, datando da Dinastia Tang (618-907). Por volta da Dinastia Song (960-1279) os chineses já praticavam a arte em nível elevado. Nos primeiros anos da Dinastia Qing (1644-1911) a arte tornou-se muito popular, e os primeiros manuais apareceram.
A ideia era a tentativa de criar pequenas reflexões da natureza, com elegância e harmonia, inspiradas em regras artísticas de pinturas tradicionais, como se ela própria as tivesse criado.

Os chineses reconhecem três variedades de penjing:

• de árvores (shumu penjing)

• de paisagens (shanshui penjing)

• de água e terra (shuihan penjing)

Esta arte chegou ao Japão por volta do século XIII, quando os japoneses importaram a cultura e as artes chinesas em grande escala. Nesta época o budismo chinês "Ch'na" foi introduzido no Japão com o nome "Zen".

Bonsai e penjing devem ser vistos como objectos de meditação, um exercício contemplativo, a prática "Zen". O criar e o cuidar atrai o artista para mais próximo da natureza, permitindo experimentá-la de uma maneira mais directa, mais íntima. Cada rocha e árvore posicionada mostra algo novo, uma composição que flui natural e harmoniosamente.
O sucesso do penjing consiste na composição, na maneira que os vários elementos são agrupados num belo, vivo e harmonioso cenário. Isto pode tornar-se uma jornada interior, uma experiência muito pessoal. O alcance para a criatividade é imenso, porque o único factor de limitação é a imaginação do artista.




Na foto:
Bonsai elaborado com fio eléctrico (cobre) e missangas

7 comentários:

GRAÇA ARTES disse...

Oi amiga estou de volta e agora com unovo blog,
Venha conhecer. o endereço é
http://gracalayouts.blogspot.com/
bjos

Anónimo disse...

Parabéns Paula, muita força, eu torço por ti....tens futuro e sucesso. Mário Carvalho

.╰☆╮Tais╰☆╮ disse...

Nossa que blog legal!!amei viu e te espero tb no meu cantinho...bjos

Diego Elias disse...

adoro esta arvore.

Diego
http://portifoliogradfisica.blogspot.com/

Draper disse...

Sou fã de Bonsai

http://metamorfosemuscular.blogspot.com

Estação do Amor. disse...

Olá sou louca por bonsai,queria saber se os cuidados com um bonsai são os mesmo que uma planta 'normal', aah te add para seguir

CHRBIO disse...

Belo Bonsai, bem artistico, está de parabéns.
CHS Importados - Facas e Canivetes